insônia

Insônia durante a quarentena: confira 4 dicas para dormir melhor

Durante a pandemia muitas pessoas desenvolveram crise de ansiedade, depressão, insônia, dentre outros distúrbios emocionais. É muito importante dar atenção para qualquer tipo de alteração na rotina, humor e disposição.

A insônia é caracterizada pela dificuldade para iniciar o sono, acordar várias vezes no meio da noite ou até mesmo acordar de madrugada e não conseguir voltar a dormir. A principal causa do distúrbio são fatores psicofisiológicos: como preocupações, expectativas e estresse.

Sintomas da insônia

Pacientes com insônia geralmente apresentam sintomas como dores no corpo, cansaço, dificuldade de se concentrar, o que acaba prejudicando a qualidade de vida. Pessoas que apresentam insônia crônica (sintomas duram mais de 3 meses) apresentam um maior risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Importância do sono

Dormir é uma necessidade fisiológica tão importante quanto comer, além de ser indispensável para o restabelecimento físico e mental, e dependendo da gravidade do caso é indicado realizar exames como a polissonografia (exame do sono) para que possa identificar se existem outros possíveis distúrbios do sono que podem agravar ou precipitar o quadro de insônia.

Caso seja necessário, o médico indicará o tratamento adequado com medidas comportamentais, por exemplo, cuidar da higiene do sono, ou seja, “limpar tudo aquilo que atrapalha para iniciar o sono”.

Separamos algumas dicas que possam te ajudar a dormir melhor:

1) Crie uma rotina.

Procure deitar e levantar habitualmente nos mesmos horários, mesmo nos fins de semana.

2) Faça atividades físicas

A prática de atividade física é essencial para a saúde e ajuda a dormir melhor, mas pode causar agitação. Por isso, é melhor exercitar-se até seis horas antes de dormir.

3) Não consuma cafeína à noite.

Café, chá-preto, chá-mate, refrigerante e energético contêm substâncias estimulantes, como a cafeína. Por isso, devem ser evitados até cinco horas antes de dormir.

4) Diminua a exposição à luz.

Lâmpadas fortes, telas de computador, tablets e celulares podem atrapalhar a produção de melatonina (hormônio que ajuda nosso organismo a se preparar para dormir), e devem ser reguladas ou evitadas durante à noite.

Deixe um Comentário

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH