Como estimular a criançada a usar máscara?

O pediatra Maurício Kimati Dias orienta e dá dicas de como proceder

A vacina está a caminho, mas a Covid-19 ainda não deu trégua e ainda não é hora de descuidar. Nesse calor típico de início de ano devemos redobrar os cuidados com os pequenos já que as brincadeiras e atividades divertidas típicas da estação se intensificam e eles tem certa dificuldade de manter o distanciamento social e utilizar máscara.

A Organização Mundial da Saúde orienta que crianças com menos de 2 anos não devem usar máscara, bem como qualquer pessoa com problema respiratório grave ou cognitivo importante, independentemente da idade.  Já entre 2 anos e 6 anos, com a supervisão de um adulto, recomenda-se o uso de máscara. A partir desta idade, dependendo do ambiente e do risco de transmissão, o uso da máscara é recomendado. De 11 anos em diante a recomendação é a mesma que aos adultos: uso obrigatório.

Para estimular os pequenos a usarem máscara, a dica principal do médico pediatra Maurício Kimati Dias é que os pais deem exemplo dentro de casa.  Outro conselho é trabalhar com o lúdico ao optar por máscaras coloridas, de personagens ou iguais para toda a família.

Ainda segundo o médico, a criança com menos de 6 anos não tem destreza e consciência da importância de usar máscara por muito tempo, então o ideal é ficar o mínimo possível em ambientes de risco com elas. “Eles colocam a mão na máscara, o nariz para fora, a mão no rosto etc., então a máscara pode atrapalhar. Uma alternativa é trocar com frequência”, disse.

As crianças menores de 2 anos ou que não toleram a máscara devem sair o mínimo possível de casa, pois por não terem paciência para utilizar corretamente máscara, manter um distanciamento social mínimo, acabarem passando a mão em diversos os lugares e não saberem fazer a higienização adequada, além de correrem o risco de se contaminar elas podem se tornar agentes de transmissão da doença.

O Ministério da Saúde disponibilizou em seu Youtube dicas para aliviar o estresse da criançada nesse período difícil, confira aqui: https://bit.ly/3pMMDnh

Sobre o Sistema Hapvida

Com mais de 6,7 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 36 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 45 hospitais, 191 clínicas médicas, 46 prontos atendimentos, 175 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Deixe um Comentário

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH